the artist is NOT present…

On March 27, 2015 by miki

the artist is not present

hoje faz exatamente uma semana que eu caí nocauteada na cama e – talvez para completar o ciclo? – foi apenas hoje que eu consegui acordar e permanecer levantada ou sentada e ainda fazer algumas atividades leves.

desconfio que tem um fauno no meu labirinto. senti-me tonta e extremamente fraca nesses 6 últimos dias, sem falar no enjoo. fui medicada e scaneada no ps e me orientaram a procurar um doutor ornitorrinco (ops, otorrino). fui encontrar a dra. ornito hoje bem cedinho munida de tooooodos os exames que fiz no checkup último há cerca de 2 meses. ela desconfia que o problema da tontura pode ser de origem metabólica. em outras palavras, hipoglicemia reativa… de modos que eu vou ver a dra. endócrino na semana que vem. a dra. endócrino já havia me dito pra eu ficar tranquila que eu não tinha esse trem não e que era para eu “pegar esse exame (de curva glicêmica) e tacar fogo e nunca mais mostrar pra ninguém”. porque, pelo resultado, qualquer um que visse ia dizer que eu estava doente. atóoooron!

enfim, todo esse loooongo e chato preâmbulo pra dizer que essa tonturinha besta me impediu de ir na abertura da minha própria exposição… uivei, me revirei por fora e por dentro, tentei enganar meu corpo dizendo que eu estava boa, barganhei, me angustiei, até que por fim me conformei com a situação.

então, se você foi uma das pessoas queridas que foi me ver, este post é pra você! meu profundo agradecimento por estar lá, por olhar para alguns dos meu filhos, por se deslocar nessa cidade doÿda que é são paulo num sábado à noite só para me fazer feliz!

agora, se você não foi no verní, não tem problema: esse post também é para você. talvez você estivesse lá de pensamento e coração – assim como eu. e se foi esse o caso, sinto-me igualmente abraçada e agradeço com um sorriso nos lábios.

agradeço, ainda, ao meu partner nessa empreitada, caio borges e à querida bia goll pelo convite e por emprestar sua linda e adorável casinha como morada para nossos trabalhos por algum tempo. e também ao gumpa que teve que vestir vários chapéus nesses dias: fotógrafo, representante de artista, cozinheiro, enfermeiro, motorista… uma rosa e um agradecimento especial para ele!

e será que agora, d. miki, a senhora aprendeu que não é boa ideia exagerar? sym, senhor fauno do labÿrynto, eu aprendi. aprendi que eu tenho que aprender a largar, a soltar. aprendi que não tenho controle sobre quase nada nesta vida. aprendi que o corpo é sábio e é bom ouvi-lo. aprendi que o sono é precioso. e aprendi que o mundo não vai acabar porque a gente não está lá onde acha que deveria estar. bom, aprendi é modo de dizer né, seu fauno? melhor dizendo, eu compreendi, mas sei que ainda vai demorar um pouquinho de tempo até que eu consiga ter a serenidade para não querer colocar o carro na frente dos bois…

ah! se você é uma das pessoas que foi me ver, por favor, me fala? é que o meu fotógrafo predileto estava muito ocupado tentando coordenar tudo lá no meu lugar e a função de fotógrafo ficou comprometida :D

beijos de avelã caramelizada e perfume de jasmim,
amor,
m.

mikinha-arigato-san tem fotos aqui!

8 Responses to “the artist is NOT present…”

  • Fiquei tão surpresa quando recebi o convite após ficar sem notícias suas por tanto tempo! E feliz também por você continuar trilhando o caminho que escolheu. Não fui, confesso (uma semana antes e teria ido, pois estive em SP).
    Que susto, hein?! Espero que se recupere rápido e que essa chatice não se repita. Parabéns pela exposição, quero ver fotos (se houver)! Lindo fim de semana para vocês!

  • Miki querida se cuida!!! Nao conseguí ir en corpo mas minha alma estava lá. Sucesso para vc sempre, só fan de vc ❤️

  • Oi Miki!! Eu fui uma das pessoas por lá e ainda levei os amigos Luviano, Mariana, Rafael e Mario. Hélio estava em Minas e n pôde ir. Pena isso tudo acontecer b nesse momento, mas q bom q vc está fe pé de novo! Deixamos boas vibrações por lá e curtimos a exposição. Beijo grande, nos vemos breve. Rica

  • Querida Miki, infelizmenmte pra mim fica muito difícil ír a Sampa! Minha viagem é à Santos ver minhas netinhas… e com muito sacrifício…Meu marido tem sérios problemas de visão ( já teve descolamento de retina) e enxerga muito mal.Viajamos durante o dia e bem devagar…nada de lugar movimentado…
    Mas pode crer que sp torço pro seu sucesso e, apesar da distância,estou sp com vc em coração e mente…
    Sucesso cada vez mais e um super beijo de quem nc te esquece!
    Ana Maria

  • karen querida!

    por favor, leia o post de novo! não sei que bagrice eu fiz que ficou faltando um pedaço justo na parte em que eu falava “se você foi uma das pessoas que não foi…”

    muito feliz por ouvir vc! sim, sumiiiii rsrs – novidade né? parei com os blogs e os informativos para focar na produção. 2014 foi um ano de reflexão, aprendizado e entendimento. sigo atrás do meu cometa brilhante embora não saiba muito bem aonde ele vai me levar :)

    muito bom ouvir vc! espero que esteja tudo muito bem por aí com vc e com o o.!

    beijos de outono e folhas secas,
    amor,
    m.

  • ah, sofia querida! que bom te ouvir! sentindo sua falta lá na oficina! tenho certeza de que vc estava lá de alma e coração junto comigo! rs

    beijos de flor silvestre,
    amor,
    m.

  • oi, rica!

    e pensar que alguns dias antes a gente se cruzou na rua rsrs.

    que felicidade vc ter ido e ainda ter levado amigos! muito, muito obrigada! vc conta tudo para o hélio e fica tudo certo!

    e espero que tenha muitas outras, para nos encontramos e celebrar!

    beijo grande
    amor,
    m.

  • ana querida!

    sinto seu calor e suas vibrações e lembro com carinho sempre de todos os dias que passamos juntas, sua orientação, seu sorriso lindo, nossas trocas!

    que bom que vcs vão ver as netinhas! super entendo pois meus pais tb quase já não pegam a estrada e acho super certo!

    merci por todo apoio de ontem, hj e sempre!
    um beijo de gratidão e carinho,
    amor,
    m.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *