os desenhos e eu

On January 27, 2007 by miki

eu sempre desenhei, mas nunca desenhei.

explico: sempre tive facilidade em desenhar, mas nunca me dediquei no sentido exato da palavra. lembro-me muito vividamente de um querido professor da faap que sempre me dizia: “todo mundo pode desenhar”. sábio jorge carjaval, um professor muito querido (ao menos, para mim ele é :-), há quem discorde de mim). ele dizia para fazer o seguinte exercício: colocar um papel onde a vista não alcançasse – por exemplo, na gaveta da carteira – e desenhar apenas olhando para o objeto à sua frente, e não para o papel. e que você se surpreenderia com o resultado.

assim como qualquer outra atividade ou trabalho, é algo que necessita de dedicação. em uma outra disciplina, o toshi “encomendava” um caderno de desenho para cada aluno. ao final de um semestre de trabalho, você deveria ter feito um desenho por dia, de preferência desenhos de observação. guardo esse caderno até hoje e ele me traz muitas boas lembranças, ainda que o toshi não esteja mais entre nós.

de uns tempos pra cá, com a história do ateliê, comecei a me dedicar mais seriamente ao desenho e à pintura e me surpreendi com os resultados. claro, ainda estou longe, muito longe de ilustradores como o marcos (inoue) para citar um exemplo mais próximo de mim ou o hiro (é o cara que faz as bandejinhas do mcDo, o máximo!) ou mangakás como o mestre miyazaki. mas minha vontade de evoluir nessa arte ganhou um espaço considerável em minha vida.

assim, nasce mais este blog [no caso trata-se do blog “tudo sobre as ilustras da miki”, que foi descontinuado e cujo conteúdo foi incorporado aqui] onde pretendo postar alguns dos meus desenhos a título de documentação do meu processo de aprendizado e progresso! Sejam bem-vindos!


o pavão preso
pastel oleoso sobre jornal
325 x 450 mm
14.fev.2007


Leave a Reply

Your email address will not be published.