Kimikeshis e a oficina "Baile de Máscaras de Veneza"

On June 16, 2007 by miki

por volta do dia 10 de maio Tudo começou com um gentil e muito bem-vindo convite da querida Cris M. e Thais G. para participar do evento ZigueZague com uma oficina de toys. O ZZ é uma iniciativa de moda e arte muito bacana concebida pela Cris através da Olho e realizada pelo Mam e Senac. Hoje em sua segunda edição, ocorre em paralelo ao SPFW e propõe discussões sobre desfiles incríveis já ocorridos na moda brasileira, conversas transversais entre moda e arte através de mesas-redondas e oficinas transitivas inspiradas por obras do acervo do Mam.

de 10 a 17 de maio Hora de queimar a pestana para conceituar o projeto, uma das partes de que mais gosto no processo! A partir das obras Moderna de Leda Catunda, Formigas/Baile de Lina Kim, Olhe e Faça Parte de Nelson Leirner e Arlequim de Carmela Gross, minha proposta foi construir bonecos em feltro (e podia ser outra coisa???) e vesti-los com roupas e máscaras com inspiração no carnaval de Veneza. Para isso, desenvolvi uma coleção de cinco personagens e suas respectivas roupas e máscaras especialmente para essa oficina.

A proposta, que batizei de “Baile de Máscaras em Veneza”, buscou unir a faceta “fantasia” que existe em uma semana de moda com a questão “máscara” presente nas obras. Já Veneza foi o recorte que escolhi porque uma das características marcantes de seu carnaval são as tradicionais máscaras usadas por muitos foliões.

8 de junho Começar a receber os materiais de trabalho foi uma delícia! Feltros de todas as cores, galões com detalhes encantadores, fitas de cetim multicoloridas, cordões de pompom fofos, strass, linhas lindas de bordar, rendas… Minha imaginação começou a trabalhar a todo vapor, maravilhada e embevecida. Comecei fazendo uma pesquisa sobre o carnaval de Veneza e as fantasias mais emblemáticas para compor minhas personagens.

Desse trabalho, fiz os primeiros rabiscos para o que viriam a ser Arlecchina e Pierrette, dois costumes bastante popularizados nas fantasias infantis aqui dos trópicos (embora mais comuns em sua versão masculina – arlequim e pierrô) e Dama Nera, Napô e Niccolo, legítimos representantes de uma corte abastada com muita pompa, opulência e luxo.

10 de junho Com o que eu não contava foi um resfriado que me pegou de surpresa e me deixou de cama por 3 dias. Tantas coisas a fazer e eu sem poder levantar da cama :-(. Essa foi a parte chata.

A boneca, obviamente, teria que ser algo muito mais simplificado do que as bonecas do mundomiki, visto que a oficina teria só 3 horas de duração. Decidi, então, fazer uma simplificação radical no formato do corpo, reduzindo para “cabeça-e-corpo” a exemplo das bonecas japonesas tradicionais feitas em madeira chamadas kokeshi.

Também queria levar os corpos e cabelos pré-costurados para que os participantes tivessem tempo de, efetivamente, construir as roupas e máscaras, mas também pudessem ter a experiência de construir a boneca.

Queria, ainda, que ela tivesse um novo padrão de ‘expressão facial’, diferenciando-se nitidamente do rosto angelical das bonecas do mundomiki. Para isso, pensei em olhos de tamanhos notadamente diferentes (quanto mais, melhor) e algo até então inédito: uma boca em estilo ‘sutura’.

Outro desejo era ter diversidade racial. Para tanto, usei feltro cor da pele e chocolate para fazer o corpo das bonecas.

13 de junho Idéias claras, modelos desenhados… chegou a hora do mão na massa, riscando, cortando, bordando e costurando as pequenas… aos poucos (e aqui leia-se tão rápido quanto o resfriado permitiu), meu exército de 25 bonecas foi ficando pronto. Adoro quando elas começam a nascer, é uma emoção que brilha e traz satisfação.

14 de junho Pronto, era hora de fazer os moldes em papel das roupas e das máscaras para as pessoas trabalharem. Voltei para os meus esboços e percebi que algumas personagens tinham muitos detalhes para uma oficina de três horas e fui limpando, limpando, limpando (eis meu lado minimalista que em minhas prateleiras nunca se vê, mas que aqui, para o bem da minha sanidade mental, sempre aparece!).

15 de junho Sexta de manhã, era hora dos últimos preparativos, lista de chamada de materiais a serem levados, repassei o discurso e a seqüência da oficina mentalmente, rechequei se nada estava faltando, costurei as últimas bonecas e… preparei um chá de gengibre para não ter um acesso de tosse e prejudicar a oficina :-).

11:45 Almoço rápido.

12:00 Resolvi que era melhor tomar um táxi… Ibirapuera lotado com a SPFW, além do novo zoneamento de área azul só me permitiriam ficar por 4 horas estacionada no mesmo local… Acomodo as bagagens, entro no táxi, motorista pergunta: ‘pela 23?’ eu respondo: ‘como está o trânsito? acho que é o melhor caminho mesmo, né?’ e tenho 20 minutos de descanso e devaneio pelo vidro do carro.

12:25 Adentro no Mam. Keu e Ana me ajudam a carregar as sacolas todas até o ateliê. Começamos a arrumação de espaço, um local muito agradável com 4 enormes bancadas com rodízios que permitem a sua fácil movimentação.

12:50 Os primeiros ‘oficinantes’ começam a chegar.

13:00 Chega meu querido amigo Caio e sua sócia Bianca, de quem eu apenas conhecia os lindos desenhos pelo site do estúdio. Adorei conhecê-la pessoalmente! 5 minutos de prosa me sentindo muito honrada por eles terem vindo participar da oficina!

13:20 A oficina começa!

A partir daí, o tempo entrou em seu ritmo próprio e caprichoso. As bonecas começaram a ganhar vida e personalidade de acordo com quem as criava. Adorei ver a relação de cada um com o objeto, desde aqueles que seguiram à risca o modelo proposto até aqueles que o modificaram completamente, realizando um trabalho com uma linguagem absolutamente própria.

O trabalho de um artista é tããão solitário e essa é uma das minhas grandes dificuldades. Então, para mim, ver a interação e a liberdade com que outras pessoas manipulam a minha criação é um momento mágico e uma imensa oportunidade de aprendizado e troca.

15:30 Chega a fotógrafa ‘oficial’ e minha amiga mui querida Érica B.

16:00 Ao final, lindas, exóticas, deslumbrantes, estranhas bonecas junto de seus novos ‘pais’ e ‘mães’ orgulhosos.

Meu maior orgulho foi ter a Cris M. como aluna por um dia :-), fato do qual me senti muito honrada.

16:30 Depois, despedidas e promessas de fotos das bonecas finalizadas por aqueles que ainda levaram trabalho pra casa. Estarei esperando ansiosamente!

16 de junho Acordo rouca, mas muito feliz! Vou pro chuveiro e só penso no que vou escrever aqui!

Queria muito agradecer:
– às queridas Cris M. e Thais G. pelo convite, ponto de partida sem o qual nada disso teria acontecido!
– à Érica B. pela generosidade de dispor seu tempo e nos presentear com as fotos da oficina!
– à Keu, Renata e Marcos F. por todo apoio e empenho, valeu!
– à Ana F. e meninos e meninas do Educativo do Mam por toda ajuda com a infra e obras do acervo do Mam!
– aos participantes, pois sem eles, também não poderia haver oficina :-)
– e a todos os amigos queridos que ficaram torcendo e mandando goodvibes!

BÔNUS TRACK
» Quer ver mais fotos?


15 Responses to “Kimikeshis e a oficina "Baile de Máscaras de Veneza"”

  • Estou aqui emocionada, com lagrimas 0nos olhos. Feliz por este projeto ter rolado pra voce. Feliz por ter sido um sucesso. E feliz por te conhecer pois teu0 000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

  • Fiquei tão contente em ver tudo isso! Que lindo! Espero que o evento abra as portas para muitos outros!

  • puxa, que delícia, miki!
    fico muito contente que deu tudo certo!

    estou aqui vendo as fotos e me divertindo!
    beijão!

  • queridos, obrigada!

    estou pensando em fazer outros, adorei a idéia. como disse uma amiga ‘faça um em um horário mais possível (rs) e cobrando um preço não tão simbólico’. talvez aqui em casa mesmo.

    beijinhos, miki

  • Que legal Miki! Fico feliz que rolou no fim da historia!

  • :-) tks, tina! foi muito legal!
    beijocas, miki

  • Essa é uma idéia legal, você pode cobrar pelo material e pela mão-de-obra! ;-)

  • ahhhhh, vc viria? rs rs
    beijocas, miki

  • Até ia, viu? Parece tão terapêutico! O duro é desenraizar minhas pernas daqui de casa… rs

  • Que lindo tudo isso Miki!!!! Adorei o protótipo no papel :) e depois as fotos da oficina!!
    Beijos e sucesso

  • oi, liana!
    bom te ver por aqui :-)!
    obrigada, espero q esteja td bem por aí em o.p.

    saudades, bjs, miki

  • querida, eu que agradeço, foi uma delicia inventar mocinha-miki e ainda pensar que ela vai ao baile!!!
    bjs, desculpa a correria, c

  • cris, uma honra ter vc como aluna! de verdade :-).
    obrigada por tudo, pela oportunidade!
    beijocas, depois quero ver a boneca pronta!
    miki

  • Ah, Miki, queria tanto ter feito a sua oficina! Quem sabe vc faça repeteco num sábado ai :)
    E quem bom que vc gostou do blog, volte sempre, a casa é sua ;)
    beijos!!!

  • oi, lu!
    sabe q estou pensando mesmo?
    aguarde novidades!
    beijocas, miki

    ps – vou voltar sempre no teu bloguinho!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *