Archives for the month of: March, 2013

a noyte se fez e ao olhar para o céu, enterneci.
um céu que aparato moderno algum poderia capturar Read the rest of this entry »

de que adiantam montanhas, flores e nuvens,
quando tudo o que resta dentro de mim
são cacos, espinhos e a descoberta do outro lado da moeda?

sem aviso prévio, o ynverno se instalou. Read the rest of this entry »

faz tic-tic a tesoura do jardineiro na janela ao lado do meu ouvido e coração