a lagarta e o cogumelo

On December 19, 2007 by miki

“Um lado a fará crescer, e o outro a fará diminuir.”

[cartazete do look nas mãos de caroline roos]

Acredito que uma das imagens mais lembradas quando se fala em “Alice no País das Maravilhas” seja o cogumelo.

Escolhi o primeiro momento em que o cogumelo aparece na história para construir esse traje: trata-se de quando Alice, ao entrar em um denso bosque – ansiosa por deixar para trás o coelho branco e seu séquito furibundos – depara-se com uma lagarta azul sentada pachorrentamente sobre um cogumelo fumando narguilé.

A copa da saia é uma representação do cogumelo, enquanto o corpete faz as vezes de lagarta azul.

[primeiro esboço]

Muito embora haja indícios – pelas ilustrações de Tenniel – de que o cogumelo não era o do tipo que eu escolhi (vermelho com pintas brancas), desde o princípio eu quis que ele fosse assim, por ser uma representação bastante emblemática de cogumelo na linguagem “infantil”. E também pela possibilidade de cores vívidas para o look.

Diz Gardner (2002), em sua edição comentada de Alice, que é presumível que Carroll e Tenniel tivessem tido a preocupação de desenhar uma espécie de cogumelo que não fosse venenosa por receio de as crianças quererem imitar Alice e comê-los.

Para que a transposição fosse bastante fidedigna, desde o primeiro momento, imaginei construir algum tipo de armação para a saia que imitasse as lamelas do cogumelo. E gostaria que elas fossem brancas. Comecei com uma espécie de meia-elipse que ia bordando sob toda a roda da saia, porém, durante a montagem, acabei percebendo que era necessário um recorte em ângulo na parte da lamela que ficava rente ao corpo da boneca, caso contrário, o movimento cogumelesco ficava comprometido.

[lamelas under construction]

Quanto ao corpete, bordei algumas linhas horizontais para simular o corpo listrado de uma lagarta. A manga bufante foi uma inspiração baseada no shorts do próximo look (o traje da borboleta, do qual falarei na próxima semana). Esse look foi o segundo a ser confeccionado e ele é formado por módulos que se armam em gomos. A idéia inicial era fazer o shorts, mas, durante a execução, percebi que também renderia uma bela manga e assim ele acabou incorporado no look da lagarta e o cogumelo.

Esse é um dos meus looks preferidos da coleção “Alice Wannabe”. Se eu fosse estilista, queria fazer um desses para eu mesma vestir hehehe :-).

[lola ensaiando! ~ foto por ethnocentrics]

A escolha da modelo

A Lola era a escolha ideal para vestir esse traje tanto porque visualmente parecem ter sido feitos um para o outro quanto por sua história de vida, afinal o vestido tem uma inspiração nas saias de tutu das bailarinas!

Uma cena

“Esticou-se na ponta dos pés e espiou sobre a borda do cogumelo e seu olhar encontrou imediatamente o de uma grande lagarta azul, sentada no topo, de braços cruzados, fumando tranqüilamente um comprido narguilé, sem dar a mínima atenção a ela ou a qualquer outra coisa.”

Lewis Carroll in Alice no País das Maravilhas

Cenas do próximo capítulo

E na quarta que vem

[a seguir… ~ foto por ethnocentrics]

BÔNUS TRACK
» Veja mais fotos do terceiro look @ mundomiki’s flickr


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *